APAPEPress

www.apape.org.br

Continue associado lutando para garantir seus direitos junto à Petros
Edição EXTRA #1

maio de 2021

APAPEPRESS EXTRA#1

 

As chapas 52 para o Conselho Deliberativo e 41 para o Conselho Fiscal, Petros para os/as petroleiros/as – unidade para continuar a lutar, é o esforço de diversos lutadores e lutadoras dos movimentos em defesa dos nossos direitos, que se congregam com o propósito de manter a luta em defesa da Petros, para seus verdadeiros donos.

Nossa chapa se alicerça na luta em favor dos participantes e assistidos; manutenção do equilíbrio técnico dos planos; redução dos custos administrativos e boa qualidade no atendimento de todos, particularmente, de quem precisa requerer benefício; transparência na gestão e nos investimentos da Petros; administração da Petros independente das suas patrocinadoras e dos governos; e cobranças de dívidas e indenizações por ação ou omissão das principais patrocinadoras, a fim de reequilibrar os planos PPSPs, superando possibilidades de PEDs e do próprio NPP.

Nossa luta se orienta na defesa da Petrobrás como condição de existência da Petros. Nossos adversários são os governos que buscam destruir o patrimônio nacional e que, além de serem um desastre para o meio ambiente, disseminam a miséria entre nosso povo com uma Política de Preço de Paridade de Importação (PPI), que elevou o preço do gás de cozinha a mais de 100 reais e da gasolina a mais de seis reais.

Não podemos nos omitir em relação a esta política reacionária e anti democrática que ataca os direitos dos trabalhadores e busca a entrega aos bancos da nossa Petros e dos demais fundos de pensão.

Somos a renovação e com muita honra, levamos o legado de lutas de conselheiros como o falecido Ivan Barreto (AMBEP), Epaminondas (ASTAPE-BA), Silvio Sinedino (Sindipetro-RJ), Paulo Brandão(FENASPE), Fernando Siqueira (AEPET) e Ronaldo Tedesco (AEPET). Não somos lutadores de última hora, temos uma vida, na categoria e fora dela, dedicada às lutas coletivas, nunca fomos gerentes na Petrobrás, nem subordinamos nossa luta à carreira gerencial.

Temos vínculos sólidos, de respeito e construção com a grande maioria das entidades de longa tradição de luta em defesa dos direitos da categoria petroleira, dentro e fora da Petros, e colocamos nosso conhecimento técnico, nossa energia e independência à disposição da luta por uma Petros feita e gerida para e pelos participantes e assistidos.

 

  • Aprovar o plano alternativo do grupo de trabalho que irá eliminar a necessidade do atual e dos futuros equacionamentos no plano;
  • Cobrar da Petrobrás a validação da mudança do estatuto da Petros para garantir a eleição dos diretores. Mesmo já tendo sido aprovado no Conselho Deliberativo e ser parte do Acordo de Obrigações Recíprocas, assinado pela FUP e seus sindicatos com a Petrobrás e a Petros, o compromisso de mudança do estatuto para garantir a eleição da metade dos diretores, ou seja, o Diretor de Seguridade – DISE – e o Diretor de Administração Financeira, até hoje não foi cumprido;
  • Implantação dos Comitês Gestores por plano, onde os participantes e assistidos terão representantes eleitos para compor esses Comitês que acompanharão a gestão de cada plano;
  • Realizar reuniões periódicas com prestação de contas dos mandatos dos Conselheiros, ouvindo questionamentos e sanando as dúvidas dos participantes e assistidos;
  • Implantar na Petros uma assessoria econômica aos participantes e assistidos na área de Planejamento Orçamentário Familiar, com foco nos empréstimos;
  • Melhorar e qualificar a formação de lideranças e dos participantes e assistidos, através de cursos à distância (EAD) e palestras presenciais;
  • Implantar no PP2 a opção de perfil de investimentos para que seus participantes e assistidos possam escolher onde e como investir melhor os seus recursos;
  • Orientar os novos empregados com relação a necessidade da adesão a proposta de Planos Patrocinados pela companhia. Não ao PP-3
  • As chapas 52 e 41 estavam na linha de frente de nossa luta quando as contas da Petros foram rejeitadas por 16 anos consecutivos;
  • As chapas 52 e 41 estavam na linha de frente de nossa luta quando, por quatro anos seguidos, o Conselho Fiscal da Petros recomendou a rejeição das contas por unanimidade;
  • As chapas 52 e 41 estavam na linha de frente de nossa luta quando o Conselho Fiscal da Petros denunciou à Previc e ao MPF mais de 70 investimentos com irregularidades comprovadas por Auditor Independente;
  • As chapas 52 e 41 estavam na linha de frente de nossa luta quando o PED Assassino foi rejeitado pelos conselheiros eleitos;
  • As chapas 52 e 41 estavam na linha de frente de nossa luta quando as entidades organizaram um FÓRUM para poder resistir ao PED Assassino e impor à Petrobrás um novo PED (oNPP) que viabilizou o PPSP e combateu o PP-3;
  • As chapas 52 e 41 estavam na linha de frente de nossa luta quando as entidades e os conselheiros eleitos estavam cobrando que a Petrobrás cumprisse suas obrigações com os Pré-70 com a devida reparação no TCF;
  • As chapas 52 e 41 estavam na linha de frente de nossa luta quando as entidades encaminhavam as lutas em defesa dos interesses dos participantes e assistidos da Petros, como contra a repactuação como agora em relação pelo direito dos assistidos RGs do PPSP-NR;
  • As chapas 52 e 41 estavam na linha de frente de nossa luta quando as melhorias na gestão da Petros eram cobradas pelos conselheiros eleitos e permitindo que os PPSP-R, PPSP-NR e oPP-2 apresentassem resultados positivos;
  • As chapas 52 e 41 estavam na linha de frente de nossa luta quando o PP-3 foi rejeitado por unanimidade pelos Conselheiros Eleitos;
  • As chapas 52 e 41 estavam na linha de frente de nossa luta quando cobramos a eleição de dois diretores pelos participantes e assistidos da Petros


APAPEPRESS 241

Prezados Associados da APAPE – Associação Nacional de Empregados e Ex-Empregados das Empresas do Sistema Petrobras e Sucessoras, Participantes e Assistidos da Petros.   No…

Leia mais »


APAPEPRESS 240

Prezados Associados da APAPE – Associação Nacional de Empregados e Ex-Empregados das Empresas do Sistema Petrobras e Sucessoras, Participantes e Assistidos da Petros.   O…

Leia mais »


APAPEPRESS 239

RELATÓRIO DAS AÇÕES – CONTRATO FENASPE E OUTRAS – 05.11.2021 CLIQUE AQUI E BAIXE A VERSÃO PDF  PROCESSO nº 0006718-18.2009.4.01.3400   Partes: FENASPE, ASTAPE CAXIAS,…

Leia mais »


APAPE

Av. Treze de Maio, 23 sala 537 – Edifício DARKE Centro Rio de Janeiro – RJ Cep 20031-902
APAPE - Associação Nacional dos Participantes da Petros © 2021.